Marcadores

15 bons motivos 365sorrisos abertura abhyasa adhomukha svanasana ahimsa alegria alimentação alinhamento alma amizade amor Ana Borella Analu anjali mudra ansiedade aparigraha aprendizado aquieta a mente ardha uttanasa arrependimento artrite arvore do ioga asana ásana asana do mês ashtanga vinyasa yoga atitudes atma Aula de yoga aulão aulas de yoga auto-estudo balão balasana bambu Bioenergética BKS Iyengar caminho caridade Casa do Yogue cautela centro comunitário chacras ciclo menstrual cifose cobra compaixão condução consciência consciencia corporal consciência corporal contentamento coração corpo cortisol cotidiano crença criança Dalai-Lama Débora Rey desapego Desikachar Deus devoção dia mundial sem carro diabetes dicas para a pratica disciplina disco disposição divulgação documentário dor doula eficaz emagrecimento emoção encontro entrega envelhecimento envoltórios equilíbrio escolha espaço de yoga essencial estabilidade estatística estresse estudar ética ética universal eventos evolução experiência Fabiana Rodrigues fadiga falatório felicidade férias fertilidade fibromialgia filme flexibilidade Floripa frequência cerebral funcionamento das células Gandhi Ganesha gestantes Geta Iyengar girassol glicemia Glória Arieira gratidão guruji habilidade hatha yoga Hermógenes honestidade Horários humildade Ibirapuera informação insônia intensivo interno Introdutório I inverno invertido invocação a Patanjali invocações Iswara Iyengar Iyengar em Pinda Iyengar em Taubaté Iyengar Yoga Iyengar Yoga em Pinda Iyengar Yoga em Pindamonhangaba jabuticabeira juntos karma yoga kriya kuruntha leitura leveza liberdade Ligh on Yoga lista livros lixo tóxico Lois longevidade lua luz mandala Mandala yoga mantra mãos em prece Marcos Rojo mat mauna meditação meio ambiente moderação motivos mudança músculos nada nadis Namaskar narinas natureza novidade nyamas obesidade infantil obrigação olhar om ondas cerebrais oração Paramahamsa Yogananda parivrtta trikonasa partner yoga parto paschimottanasana passado Patanjali paz paz no dia a dia perdão perfeição pesquisa Pinda Pindamonhangaba Poema Se poluição postura power yoga prakiti pranayama PranaYoga Journal pratica prática prática constante pratica pessoal pratyahara prazer presença pressão alta professor props puja purusa recomeçar refém reflexões religião remédios respiração restaurativa restauro resultado retorno rigidez rosa sadhana sala de yoga samskara sanscrito santoscha satchakra saudação ao sol saúde savasana sentimentos Shiva Sidarta Gautama significado silêncio simplicidade sistema imunológico sistema linfático sol sorriso surf Surya surya namaskar tapas tensão torso humano trajetória transformação união útero vairagya Vale do Paraíba valores vedanta vela verdade viparita karani Viver yoga pela paz vulnerabilidade Workshop yamas yoga yoga em Pinda yoga em Pindamonhangaba yoga em Taubaté yoga no bosque yoga para mulheres yoga para todos yoga pela paz Yoga Terapia Hormonal Yogananda yogues

segunda-feira, 12 de novembro de 2012

"Quem tem o minimo de sensibilidade, não precisa do currículo ou de informações mil de alguém pra saber do outro, mas, basta olhar a vida da pessoa.
O que está fora, está dentro." (ultimo módulo de Formação de Iyengar Yoga 2012)

Meu corpo, nesta segunda feira, cheio de Prana (energia vital)...fecho 2012 na Formação, como se este último módulo fosse o primeiro, muita emoção, sensações novas (acho que mais sutis, finalmente) e a certeza do caminho - sem fazer destas palavras um clichê.
Sinto-me como que confirmado que estou no caminho certo, agora em uma fase nova de consciência  estudos ainda mais profundos e necessidade mais do que nunca da prática diária e intensa.
Estou animada, re-animada na verdade.
Com os músculos ainda mais próximos dos ossos e as Nadis equilibradas, dentro da proporção é claro!
Com a informação ainda mais firme de que o Yoga tem de estar dento do corpo, de termos que ser o asana na pratica, fazê-lo de forma inteira e não apenas com o corpo de forma densa ou bruta.
Tivemos um módulo aparentemente igual os outros, mas não pra mim: foi um marco neste trajeto, um fim de semana emocionado, desintoxicante e revigorante, muito mais que os demais módulos.
Caíram algumas fichas, de que não é na força que vou avançar, mas na constância  de dedicação e no amor a pratica; de que não é cobiça minha, quando busco ter o minimo pra poder me dedicar ao meu objetivo maior que é cuidar das pessoas (e de mim) com maestria e principalmente caiu a ficha que hoje consigo sentir qual é o lado do meu corpo que precisa ser mais trabalhado (isto mesmo, finalmente pude ver com clareza este ponto).
Imagem de um dos módulos da Formação - Cris e euzinha
Aahhh e como é bom constatar que vc não estuda um método 3 anos sem chegar a lugar algum, mas que 3 anos é (realmente) o minimo necessário.
Estou MUITO feliz e esperançosa!!!
Como compartilha minha mestra Analu Matsubara: é real, existe muito mais por baixo da superfície - mais ou menos assim, estou passando apenas o meu entendimento rs.
Forte abraço a todos!!!
Namaskar.

2 comentários:

  1. Três anos é só o começo né Ana?
    A partir da formação acho que a gente começa a engatinhar.
    E o processo continua sem a teacher, as amigas, as praticas intensas...
    Ficam as nossas descobertas, os "despertares" e a missão a seguir.
    Parabéns!!!

    ResponderExcluir
  2. Verdade Lu, acho tbém que agora é que começo a engatinhar. E ainda mais: o melor está por vir :)
    Obrigada querida, por tudo.
    Beijos.

    ResponderExcluir