Marcadores

15 bons motivos 365sorrisos abertura abhyasa adhomukha svanasana ahimsa alegria alimentação alinhamento alma amizade amor Ana Borella Analu anjali mudra ansiedade aparigraha aprendizado aquieta a mente ardha uttanasa arrependimento artrite arvore do ioga asana ásana asana do mês ashtanga vinyasa yoga atitudes atma Aula de yoga aulão aulas de yoga auto-estudo balão balasana bambu Bioenergética BKS Iyengar caminho caridade Casa do Yogue cautela centro comunitário chacras ciclo menstrual cifose cobra compaixão condução consciência consciencia corporal consciência corporal contentamento coração corpo cortisol cotidiano crença criança Dalai-Lama Débora Rey desapego Desikachar Deus devoção dia mundial sem carro diabetes dicas para a pratica disciplina disco disposição divulgação documentário dor doula eficaz emagrecimento emoção encontro entrega envelhecimento envoltórios equilíbrio escolha espaço de yoga essencial estabilidade estatística estresse estudar ética ética universal eventos evolução experiência Fabiana Rodrigues fadiga falatório felicidade férias fertilidade fibromialgia filme flexibilidade Floripa frequência cerebral funcionamento das células Gandhi Ganesha gestantes Geta Iyengar girassol glicemia Glória Arieira gratidão guruji habilidade hatha yoga Hermógenes honestidade Horários humildade Ibirapuera informação insônia intensivo interno Introdutório I inverno invertido invocação a Patanjali invocações Iswara Iyengar Iyengar em Pinda Iyengar em Taubaté Iyengar Yoga Iyengar Yoga em Pinda Iyengar Yoga em Pindamonhangaba jabuticabeira juntos karma yoga kriya kuruntha leitura leveza liberdade Ligh on Yoga lista livros lixo tóxico Lois longevidade lua luz mandala Mandala yoga mantra mãos em prece Marcos Rojo mat mauna meditação meio ambiente moderação motivos mudança músculos nada nadis Namaskar narinas natureza novidade nyamas obesidade infantil obrigação olhar om ondas cerebrais oração Paramahamsa Yogananda parivrtta trikonasa partner yoga parto paschimottanasana passado Patanjali paz paz no dia a dia perdão perfeição pesquisa Pinda Pindamonhangaba Poema Se poluição postura power yoga prakiti pranayama PranaYoga Journal pratica prática prática constante pratica pessoal pratyahara prazer presença pressão alta professor props puja purusa recomeçar refém reflexões religião remédios respiração restaurativa restauro resultado retorno rigidez rosa sadhana sala de yoga samskara sanscrito santoscha satchakra saudação ao sol saúde savasana sentimentos Shiva Sidarta Gautama significado silêncio simplicidade sistema imunológico sistema linfático sol sorriso surf Surya surya namaskar tapas tensão torso humano trajetória transformação união útero vairagya Vale do Paraíba valores vedanta vela verdade viparita karani Viver yoga pela paz vulnerabilidade Workshop yamas yoga yoga em Pinda yoga em Pindamonhangaba yoga em Taubaté yoga no bosque yoga para mulheres yoga para todos yoga pela paz Yoga Terapia Hormonal Yogananda yogues

segunda-feira, 2 de novembro de 2015

Livro: Entre as orelhas - Historias de parto (Ricardo Jones)

Um trecho...
"- O parto é algo que acontece entre as orelhas, me repetia Max o  velho adágio das parteiras. Não o procure nas fibras uterinas, nas protuberâncias ósseas, nas contrações ou nas variações dos hormônios. Ele se encerra nos pequenos grãos de areia dos nossos sonhos, na bruma de palavras dispersas de um passado distante. Ele se refugia nos sussurros de uma menina, na curiosidade infindável que ela carrega e no seu olhar insaciável. O parto e seus mistérios se escondem ao olhar superficial, à analise tímida e ao investigador amedrontado. Para entender o que comanda, é preciso penetrar nos abismos obscuros da alma de uma mulher, lá onde se abrigam seus sonhos, seu desejos, suas fantasias e suas tristezas. Quanto mais profundamente mergulhamos, mais nebulosa será nossa jornada. Entretanto, apenas uma suposição, a chave para essa questão esteja mesmo ligada a essa fissura aberrante na ordem natural, a qual chamamos amor. E talvez, outra mera suposição, para entender o que acontece entre as orelhas de uma mulher, somente se soubermos como encontrar esta chave."(pag.69)

O paragrafo acima descreve, finalmente, o motivo pelo qual eu quis iniciar o processo de "vir a ser" DOULA, tentar ser aquela pessoa que vai contribuir pra que a mulher que quer ser protagonista do seu parto, o seja.
Este encanto, esta força, este estimulo para o órgão que é essencial para que a mulher chegue realmente no seu parto, conforme planejou desde que se descobriu gestando...o cérebro.
Claro que muitas variantes estão entre estes dois extremos, muitas variantes e muitos personagens, porém como o Dr. Ricardo fala acima, o ingrediente principal se encontra no intimo desta mulher e somente mergulhando profundamente conseguiremos encontrar a semente para entender o que acontece entre as orelhas desta mulher...e assim, creio sinceramente, trazer a tona a concretização e o resgate através do parto "buscado" e encontrado efetivamente.
Então a possibilidade de contribuir com meu jeito de conversar de me intimizar com as pessoas, sim..intimizar=tornar intimo, mais amigo, sou assim, instintivamente e finalmente posso colocar este talento (que é natural em mim, sem controle mesmo) a serviço  do próximo, a serviço de mim :-)
Fui buscar a qualificação e me deparo com tanto amor, tanta prontidão das mulheres envolvidas que me comovo...é assim que vejo através destas minhas lentes que chamo de olhos e desta maquina de transformar que chamo de cérebro.
Nesta qualificação descubro que apesar da doula não fazer nenhum procedimento médico (não mesmo) ela tem de saber tudo sobre o momento do parto, muita responsabilidade gente, porque a doula é aquela pessoa de confiança, a voz da gestante na hora do auge do trabalho do parto e do parto, ou seja, não basta só saber ser amigo e de confiança.
Tudo isto que estou escrevendo, é pra dizer que este livro me respondeu as perguntas que tenho feito, desde que descobri este mundo de parto humanizado e de doulagem, que ainda estou engatinhando, mas que quero muito seguir em frente pois a presença da doula no parto, conforme pesquisas traz os seguintes vantagens:
  • Diminui o uso do fórceps em 40%
  • Diminui a incidência de infecção
  • Diminui insegurança da mãe, ocasionando um maior autocontrole e menos dor
  • Reduz do risco da depressão pós-parto
  • Sucesso na amamentação
  • Maior auto estima da mamãe
  • Maior satisfação com relação ao parto
  • Alta mais rápida do bebê
  • Poucas admissões nos berçários de cuidados especiais (UTI neonatal)
  • Diminui as taxas de cesárea em 50%
  • Diminui a duração do trabalho de parto em 20%
  • Diminui o uso da Ocitocina (indução de parto) em 40%
  • Diminui os pedidos de anestesia em 60%
  • Diminui o tempo de internação, possibilitando uma maior rotatividade de leitos. 
  • Economia quanto ao uso de medicamentos (ocitocina, anestésicos, etc).

Como se eximir desta responsabilidade? como não amar esta função.
Espero poder contribuir de forma feliz e próspera!
E abaixo deixo mais um trecho deste maravilhoso livro que tem me absorvido com suas historias:
"(...)Minha maior preocupação continuava sendo o estado emocional de Amália, que parecia centrado, pelo menos aparentemente. É obvio que os anos de consultório me ensinaram a não confiar plenamente na superfície ilusória das aparências. Vulcões prestes a explodir se escondem frequentemente sob a face tranquila de lagos bucólicos. Sabia que ela estava tensa, mas tentava segurar a barra de suas angústias para não transtornar o resto da família. (...)" (pag.50)

Forte abraço!
Namastê

Nenhum comentário:

Postar um comentário